Revisão dos áudios em japonês 14

第十四課 Dai Jū Yon Ka – Lição 14

まとめ Matome – Resumo

listening em japonês

Revisão das lições 08~13

Já estamos na lição 14! Como você vê, estamos fazendo progresso. E uma pequena pausa faria bem.

Nas lições anteriores nos deparamos com alguma sílabas complicadas como kyō, ryō, kyū, chū, jū, etc.

De fato, estas sílabas não são de origem japonesa, mas do tempo em que o japonês emprestava e adaptava muitas palavras chinesas.

Temos 2 casos:

→ Sílabas como sha, sho, shu e cha, cho, shu. Em que representamos com sh+a,o,u e ch+a,o,u. E no hiragana fica como na forma abaixo:

sha しゃ sho しょ shu しゅ

cha ちゃ cho ちょ chu ちゅ

Quando temos a vogal alongada como em shō, shū, chō e chū representamos com しょう、しゅう、ちょう、ちゅう.

 

→ Sílabas como kyo, kyu e ryo,ryu. Aqui temos uma consonante+y+o,u (ya é bem raro). Nós pegamos os “kanas” ki e ri e trocamos a letra i por yo ou yu. Seguem os exemplos abaixo:

kyo きょ  kyu きゅ  ryo りょ  ryu りゅ

Quando a vogal é alongada temos:

kyō きょう  kyū きゅう  ryō りょう  ryū りゅう

E olhando com mais atenção, percebemos que o mesmo é válido para outras consonantes como: hyō ひょう,  nyū にゅう. Esse tracinho em cima das vogais (ō, ū) serve justamente para indicar esse prolongamento.

 


Vamos voltar nossa atenção para as partículas, reiterando o uso das que já aprendemos: ni e de.

Dois usos para o de:

バス来ました。

Basu de kimashita.

Veio de ônibus.

Aqui a partícula de indica um meio (de transporte).

 

デパートの前待ちました。

Depaato no mae de machimashita.

Esperei na frente do shopping.

Aqui a partícula de indica o local que a ação acontece. (A ação é esperar e o local é na frente do shopping.)

 

Temos 5 usos para o に  ni!

→ O local onde algo existe.

→ Para formar um advérbio como 一緒 (isshoni) que significa juntos.

→ Indica uma atividade que representa o objetivo de um movimento:

映画行きました。

Eiga ni ikimashita.

Onde o “eiga” não significa cinema, mas sim filme. Nesse caso o objetivo é assistir o filme. Portanto a tradução da frase é: Fui assistir o filme.

→ Indica a pessoa que é a recebedora de uma ação:

友達電話をします。

Tomodachi ni denwa wo shimasu.

Eu liguei para o meu amigo.

→ Indicar o tempo. Em geral, algo que tem que ser feito numa data ou hora específica.

 


Uma frase que você pode ter memorizado sem se dar conta é: そうですか sō desu ka. Isso porque a frequência com que ela aparece é alta.

De fato, é uma expressão que os japoneses usam frequentemente para demonstrar que estão prestando atenção na conversa. É mais ou menos como nosso “Sério?” ou “Verdade?”.

Algumas vezes isso muda um pouco: そうですね sō desu ne. Onde há um reforço maior, concordando com o que foi dito pelo interlocutor.

Se você está conversando com um familiar ou amigo, pode abreviar para: そうか sō ka ou そうね sō ne. Mas não é aconselhado usar dessa forma para pessoas estranhas, pois isso pode soar rude.

 


Não se preocupe, caso não tenha memorizado o conteúdo estudado até aqui. Provavelmente você pode estar com muitas dúvidas e confuso.

O mais importante é que você entenda o que as sentenças significam. Apenas observe como elas são formadas e aos poucos vá aumentando o seu vocabulário.

Sua maior meta no momento é entender como as coisas funcionam no japonês.

As sentenças podem ser difíceis de entender porque a ordem e a estrutura são bem diferentes do português e das línguas européias.

Quando temos uma palavra, sempre temos uma partícula anexada que indica sua função na sentença. Isso é o que você deve captar e assimilar.

No momento, não se preocupe com a escrita. Foque na leitura e se acostume aos poucos com os kanas e kanjis. Se você estiver travando na hora de ler os hiraganas e katanas pode olhar as tabelas como referência.

Não tente memorizar nada na base da “força bruta”, principalmente os kanjis. Apenas observe, entenda e absorva o conteúdo de forma natural. Com o passar do tempo, sem você notar, terá aprendido muito do idioma japonês.

 


conversação em japonês

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *